Foi mais um projecto que deu enorme prazer à IW Interior Design, Quiosques e Espaços Comercias. Já apareceu em enumeras publicações nacionais e internacionais e a suas vistas não deixa ninguém indiferente.

Falamos da Esplanada do Teleférico em Vila Nova de Gaia, aberta desde 1 de Agosto de 2016 e que não deixa ninguém indiferente a quem lá vai. Esplanada fabricada e montada pela IW.

Deixamos um artigo da NIT que descreve este lugar tão singelo e belo:

Avista sobre o Porto é o que Vila Nova de Gaia tem de melhor. É isto que alguns portuenses dizem sobre a cidade vizinha, em tom provocatório. Todos sabemos que isso não é verdade, mas há um facto indesmentível: a paisagem proporcionada pelas casas encavalitadas, das margens do Douro até à Torre dos Clérigos, é impressionante. Na nova esplanada de Gaia, pode apreciá-la sem obstáculos e com direito a um pôr do sol único. Está aberta desde a passada segunda-feira, 1 de agosto.

Foi na plataforma superior do teleférico, junto ao Jardim do Morro, que nasceu a Esplanada do Teleférico, uma sub-concessão que Nuno Vieira da Silva lutou para conseguir, juntamente com dois sócios, Nuno Barbosa e o chef António Costa.

No espaço anteriormente vazio cresceu uma estrutura de linhas simples e minimalistas: “O local é tão idílico que criar ali algo com muito impacto visual seria demasiado.”

Seja nas mesas exteriores ou por trás dos enormes vidros, a vista lá está, imóvel e imperturbável. Os potenciais clientes são, sem surpresa, os enormes “grupos de turistas que por ali passam”, em direção ao teleférico, que é já um dos “grandes pólos de atração” da cidade.

À oferta tradicional de cafetaria, a Esplanada do Teleférico junta-lhe um conjunto de snacks que vai da tradicional francesinha (12€) às moelinhas (6€), passando pelo prego no prato (9€) e bife do lombo (15€). Para já, não vai encontrar na carta petiscos mais elaborados do que estes, pelo menos enquanto o projeto não avançar para o espaço imediatamente abaixo e que faz parte da concessão.

“Em baixo, existe um piso que tem potencial para ser usado como restaurante, com pratos mais elaborados. Quando avançarmos, poderá permitir acrescentar outro tipo de opções à carta da esplanada”, explica Nuno Vieira da Silva.

Peça um copo de vinho, um espumante ou um cocktail, sente-se confortavelmente e aprecie a vista — não tem preço e é, sem dúvida, a melhor escolha que pode fazer na Esplanada.

texto: Daniel Vidal in NIT

 

Veja aqui mais fotos do espaço.